Aos desconhecidos

Posted: 05/08/2012 in A vespa poética

Até que lhe mate a sede

entrego-me a ti

Beba!

Até que lhe sacie a fome

entrego-me a ti:

Coma!

Até que lhe esgote a dúvida

entrego-me a ti:

Pergunta!

Até que lhe afague o medo

entrego-me a ti:

Abraça!

Até que lhe alivie a dor

Entrego-me a ti:

Absorva!

Até que lhe cale a excitação

entrego-me a ti:

Goza!

E depois?

Eeis que fico vazia

Vagando pelos lodos sombrios da minha intimidade

Me recompondo das injúrias  do infinito

Dentro do teu caos ordenado

Porque,  tão logo  o dia desponte

Serei pura outra vez

Outra vez mulher

Outra vez qualquer coisa

Nua!

Joice Berth

Anúncios
Comentários
  1. Tânia Consuelo diz:

    O uso do imperativo quando vem de uma mulher é uma revolução graciosa.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s